PONDERANDO

HOLAMBRA

Invasão de Privacidade

Fosse eu um advogado hábil e talentoso – o que, por certo, não sou – e me disporia a “escarafunchar” todos os compêndios de leis em busca de brechas, que sempre existem, para mover uma ação sobre o que irei expor mais adiante. A julgar-se por decisões, frequentes, dos doutos do Supremo Tribunal Federal e ações movidas por causídicos de peso – cujos honorários são pagos com cheques de sete dígitos – a atual legislação serve para uns, mas não para todos. Continue reading

Caleidoscópio

Quando criança, em tempos bem idos é verdade, sem dispor de diversões tecnológicas caras e viciantes, uma de minhas distrações prediletas era brincar com um caleidoscópio. Calei o quê? Estou quase certo que você não está familiarizado com este engenho que é considerado um artefato, ou seja, um mecanismo construído para um fim determinado. Foi inventado na Inglaterra pelo físico escocês David Brewster em 1817. Continue reading

Dando um tempo…

Viajando (em devaneio!) rumo ao Caribe, em poltrona de primeira classe, imaginava como me dirigir a você esta semana depois de ter enfrentado, há seis dias, cirurgia para corrigir uma “herniorrafia incisional”. O nome é pomposo, indica simplesmente uma hérnia abdominal, mas que aprendi ao ler a prescrição de meu “esculápio” (médico) para enviar ao plano de saúde, visando aprovação do procedimento. Já que estamos nos aprofundando na cultura médica, o nome faz referência ao deus grego da medicina e da cura, “Aesculapius”. Continue reading

Quão justa é a Justiça no Brasil?

Considero-me um cidadão razoavelmente instruído, leigo na maioria dos assuntos, mas curioso e disposto a aprender e compreender sobre os capítulos que norteiam nossas vidas todos os dias.

Após decisão do Supremo Tribunal Federal semana passada, revogando decisão tomada em 2016 sobre encarceramento de condenados em segunda instância, a Justiça estima que cerca de 5.000 presos (38 referentes à Operação Lava-Jato) poderão ser soltos e voltar às ruas e às suas atividades. Continue reading

 “O juiz é condenado quando o culpado é absolvido” Publilius Syrius

A Constituição Brasileira de 1988 (a sétima desde a independência) nunca esteve tão presente na mídia como em anos recentes, por força da atuação do Supremo Tribunal Federal, a mais alta instância do poder judiciário brasileiro. Sempre convocado para dirimir dúvidas sobre a constitucionalidade de questões várias e decidir sobre litígios concretos. A Constituição atual tem 250 artigos, mais de 100 emendas, e já sofreu 90 reformas em seu texto original. Segunda maior constituição do mundo só perde para a da Índia. Exagerada? Continue reading

Tempo instável

Parece não ter fim o noticiário com “imbróglios” de toda sorte sobre os dias que vivemos no país. Críticas ao desempenho do governo na questão do derramamento de óleo no Nordeste desde o início de setembro, a inércia do Supremo Tribunal Federal em decidir sobre a prisão em segunda instância e a postergação, desde julho,  sobre a “rachadinha” na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro envolvendo o filho do presidente Bolsonaro, Flavio, no caso Queirós. E por último, agora, o envolvimento do nome do presidente com o caso Marielle e ataques intempestivos à TV Globo; além do Twitter de Bolsonaro sobre leões e hienas envolvendo o STF e a imprensa. Continue reading

Passarinhando

Há exatos dez anos escrevi o artigo que ora reproduzo. Por que o faço?

Por estar cansado de analisar, tentar compreender e entender os momentos infindáveis – conturbados – que estamos a viver neste país que sequer tema de samba enredo tem.

A semana que se encerra foi dominada por algaravias (linguagem confusa geralmente recheada de termos de várias línguas) nos meios judiciário e político.

O suficiente para tomar a liberdade de deixá-lo curtindo o que vai ler (ou, quem sabe, reler).

Os animais não falam, mas conversam. Os pássaros em particular se comunicam como que integrantes de uma orquestra sinfônica sem maestro. Continue reading

A Caixa de Pandora do Judiciário

“A lentidão da justiça resultou na prescrição do processo criminal contra o líder da Igreja Universal do Reino de Deus, Edir Macedo,74 e o Bispo João Batista, 75, ambos acusados de lavagem de dinheiro e outros delitos. Segundo o Ministério Público Federal a ação penal completou oito anos sem julgamento em setembro e assim se esgotou o prazo legal para aplicar eventuais penas.

Ressalte-se que desde o ano passado o processo na 2º Vara Criminal Federal em São Paulo estava pronto para receber a sentença.” É o que nos revela artigo do jornalista Flavio Ferreira, da Folha.

Indaga-se: quantos milhares de pobres, sem recursos, estão encarcerados em condições desumanas – inúmeros até aguardando julgamento – sem o conforto de Edir Macedo e seu bispo? Continue reading

A prioridade na realização pessoal

A vida é feita de embates desde que nos entendemos por gente. Sempre em tentativas de ocupar espaços que acreditamos serem nossos, ganhando e perdendo como em batalhas planejadas. Na escola foi assim, no meio social não tem sido diferente e no trabalho – pela sobrevivência e perseguição ao sucesso – causas e efeitos se apresentam mais pronunciados.

Quero crer que que é no trabalho que a visibilidade se torna mais cristalina, onde anseios levam não poucos a compactuar na busca da manutenção de um status-quo ou ascensão. E nesse universo, onde tantos lutam para entrar e outros tantos para não sair, a briga é de cachorro grande. Continue reading

Estamos sendo, todos, manipulados

Sapeando a internet pela manhã na tentativa de atualizar-me sobre os acontecimentos mundanos deparo-me, como habitualmente, com notícias irrelevantes para meu crescimento e erudição (?). Ainda que não as leia, os olhos, por segundos, passam por algumas deixando registros em meu cérebro. Inevitável que assim seja e os marketólogos sabem muito bem disso. Uma enxurrada de futilidades, não poucas disponibilizando o gosto discutível de matérias, certamente pagas, em uma espécie de lavagem cerebral. Somos prisioneiros de uma tecnologia perversa que nos impõe – mediante a aplicação de técnicas cognitivas – assimilar muito do que não queremos. Inclusive enxurradas de mensagens publicitárias indesejáveis. Continue reading

« Older posts

© 2019 PONDERANDO

Theme by Anders NorenUp ↑