PONDERANDO

HOLAMBRA

Sem tempo de ter tempo

Existem momentos em nossas vidas, não poucos por certo, que oferecem a oportunidade para reflexões mais profundas, permitindo uma mudança de sintonia e, não raro, exigindo de nós aquela postura de coragem para reconhecer e aceitar verdades escondidas nos recônditos da alma. A perda de um ente querido, de um amigo, de alguém que nos fará falta, por exemplo, são oportunidades que surgem – como se hora da verdade fossem – levando-nos, quem sabe, a um “mea culpa” tardio. Continue reading

No Limiar da Nova Aurora

Pesquisei frases natalinas e de votos de feliz ano novo, prontas, para enviá-las a você. Afinal, é o que muitos fazem na época das Festas. Encontrei apenas clichês, frios, revestidos de palavras não menos.

Ponderei sobre o universo de citações colocadas na internet para tornar as pessoas mais preguiçosas ao imaginarem que ao transcrever frases de efeito, padronizadas, cumprem com o que imaginam ser uma obrigação: os cumprimentos de fim de ano. Afinal, imagino eu, toda mensagem é única – ou deveria ser – Continue reading

Ego inflado de motoristas

Velocidade é assunto que apaixona o ser humano, desde que conseguiu ser transportado por animais ou máquinas. Particularmente quando se encontra no comando de volantes e manches ou sobre esquis, motos, patins e até mesmo fazendo uso de suas próprias pernas. Continue reading

Invasão de Privacidade

Fosse eu um advogado hábil e talentoso – o que, por certo, não sou – e me disporia a “escarafunchar” todos os compêndios de leis em busca de brechas, que sempre existem, para mover uma ação sobre o que irei expor mais adiante. A julgar-se por decisões, frequentes, dos doutos do Supremo Tribunal Federal e ações movidas por causídicos de peso – cujos honorários são pagos com cheques de sete dígitos – a atual legislação serve para uns, mas não para todos. Continue reading

Caleidoscópio

Quando criança, em tempos bem idos é verdade, sem dispor de diversões tecnológicas caras e viciantes, uma de minhas distrações prediletas era brincar com um caleidoscópio. Calei o quê? Estou quase certo que você não está familiarizado com este engenho que é considerado um artefato, ou seja, um mecanismo construído para um fim determinado. Foi inventado na Inglaterra pelo físico escocês David Brewster em 1817. Continue reading

Dando um tempo…

Viajando (em devaneio!) rumo ao Caribe, em poltrona de primeira classe, imaginava como me dirigir a você esta semana depois de ter enfrentado, há seis dias, cirurgia para corrigir uma “herniorrafia incisional”. O nome é pomposo, indica simplesmente uma hérnia abdominal, mas que aprendi ao ler a prescrição de meu “esculápio” (médico) para enviar ao plano de saúde, visando aprovação do procedimento. Já que estamos nos aprofundando na cultura médica, o nome faz referência ao deus grego da medicina e da cura, “Aesculapius”. Continue reading

Quão justa é a Justiça no Brasil?

Considero-me um cidadão razoavelmente instruído, leigo na maioria dos assuntos, mas curioso e disposto a aprender e compreender sobre os capítulos que norteiam nossas vidas todos os dias.

Após decisão do Supremo Tribunal Federal semana passada, revogando decisão tomada em 2016 sobre encarceramento de condenados em segunda instância, a Justiça estima que cerca de 5.000 presos (38 referentes à Operação Lava-Jato) poderão ser soltos e voltar às ruas e às suas atividades. Continue reading

 “O juiz é condenado quando o culpado é absolvido” Publilius Syrius

A Constituição Brasileira de 1988 (a sétima desde a independência) nunca esteve tão presente na mídia como em anos recentes, por força da atuação do Supremo Tribunal Federal, a mais alta instância do poder judiciário brasileiro. Sempre convocado para dirimir dúvidas sobre a constitucionalidade de questões várias e decidir sobre litígios concretos. A Constituição atual tem 250 artigos, mais de 100 emendas, e já sofreu 90 reformas em seu texto original. Segunda maior constituição do mundo só perde para a da Índia. Exagerada? Continue reading

Tempo instável

Parece não ter fim o noticiário com “imbróglios” de toda sorte sobre os dias que vivemos no país. Críticas ao desempenho do governo na questão do derramamento de óleo no Nordeste desde o início de setembro, a inércia do Supremo Tribunal Federal em decidir sobre a prisão em segunda instância e a postergação, desde julho,  sobre a “rachadinha” na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro envolvendo o filho do presidente Bolsonaro, Flavio, no caso Queirós. E por último, agora, o envolvimento do nome do presidente com o caso Marielle e ataques intempestivos à TV Globo; além do Twitter de Bolsonaro sobre leões e hienas envolvendo o STF e a imprensa. Continue reading

Passarinhando

Há exatos dez anos escrevi o artigo que ora reproduzo. Por que o faço?

Por estar cansado de analisar, tentar compreender e entender os momentos infindáveis – conturbados – que estamos a viver neste país que sequer tema de samba enredo tem.

A semana que se encerra foi dominada por algaravias (linguagem confusa geralmente recheada de termos de várias línguas) nos meios judiciário e político.

O suficiente para tomar a liberdade de deixá-lo curtindo o que vai ler (ou, quem sabe, reler).

Os animais não falam, mas conversam. Os pássaros em particular se comunicam como que integrantes de uma orquestra sinfônica sem maestro. Continue reading

« Older posts

© 2020 PONDERANDO

Theme by Anders NorenUp ↑