Difícil, nestes tempos de tantas notícias sombrias, buscar-se inspiração para abordar temas que possam nos lavar a alma. Em realidade, fico até constrangido de, ao abrir a página inicial de meu provedor de acesso à internet, ver a ênfase para: – o massacre que vem sofrendo o povo de Gaza em sua luta diante de Israel com vítimas na casa das centenas; – a situação precária de nossa economia com o governo tentando justificar o injustificável; – a projeção de uma alta de 30% na sua conta de luz já em 2015, segundo especialistas; – chacinas pelo Brasil afora diariamente; – comemoração dos cem anos do início da primeira guerra mundial que deixou entre 16 e 40 milhões de mortos; – greves e protestos que entraram em recesso durante a Copa da FIFA. A relação poderia se estender até a última linha deste texto.

Com os assuntos políticos sendo dominados pela eleição de outubro num blá blá blá mais que conhecido, consigo pinçar a alentadora notícia de que o Ministério da Saúde, através do Sistema Único de Saúde, vai incluir a vacina contra o vírus da hepatite A no seu Calendário Nacional de Vacinação com imunização direcionada a crianças de 1 ano até 11 meses a partir deste mês. Na contrapartida, a triste notícia de que um médico especialista em ebola contraiu o vírus e veio a falecer na África.

Estou presente no facebook que me alegra, vez por outra, com vídeos – alguns fantásticos – sobre bichos. Principalmente de cachorros “aprontando” com crianças e, aí sim, me lavando a alma e me levando a lamentar que – infelizmente – não são eles que governam o mundo com sua alegria e carinho não fugindo da braveza na defesa dos que amam e protegem. Claro está que algumas pessoas se aproveitam da criação de Mark Elliot Zuckerberg (um dos fundadores do face) para se comunicar saudavelmente e outras para nos ensinar sobre assuntos curiosos e culturais. Bem verdade que, muitas vezes, nem tanto… Sejamos benevolentes, pois, sem dúvida, a criação de Zuckerberg veio revolucionar a comunicação – ainda que virtual – entre milhões de pessoas em todo o mundo.

É a internet nos dando de comer mais do que podemos digerir. Bom fim de semana.