Escancarada a porta maior da Corrupção no país, haja vista as recentes delações premiadas dos donos do Grupo JBS, ficou claro que as águas estão mais turvas e profundas do que se imaginava.

Desconhecia-se, no entanto, a extensão dos tentáculos da Máfia governamental/empresarial que deixou de fora apenas os cidadãos de bem – aqueles que procuram ganhar a vida honestamente e vêm pagando caro pela voracidade do “sistema” ao melhor estilo de sua irmã siciliana: pagando caro por estarem sendo sufocados pela recessão e obrigados a arcar com impostos e juros bancários abusivos, instituídos por uma política tributária feudal, cujos recursos deveriam estar sendo alocados à Educação, Saúde e Segurança.A fonte dos bilhões de reais que vem enriquecendo – há décadas -senadores, deputados federais e estaduais, governadores, prefeitos, vereadores – e inclua-se, agora, os que têm ocupado o terceiro andar do Palácio do Planalto – é o dinheiro público.

E fica a pergunta: será que a movimentação de bilhões de reais, de forma suspeita, não é detectada por bancos e pelo Banco Central?!

Já não seria hora de o sistema financeiro nacional – sem isenção do internacional – merecer um olhar mais atento para suas operações? Afinal, não se efetuam movimentações vultosas de dinheiro – ainda mais em espécie – sem que haja a participação dos bancos. A julgar-se pelo que temos acompanhado, tem sido uma verdadeira farra!

É liberal o tratamento concedido pelo governo federal ao sistema financeiro nacional. Generoso na cobrança de impostos devidos pelos bancos, é conivente com a taxação extorsiva por serviços prestados aos clientes correntistas e tomadores de empréstimos.

As demissões na indústria, nos serviços e nos bancos crescem mês a mês. Os primeiros o fazem por necessidade de sobrevivência, mas já os bancos, para reduzir custos que se impõem visando o aumento escandaloso de seus lucros. Enquanto Indústria e Serviços fecham as portas… os Bancos fecham seus balanços sempre no azul!  Vivem em outro país.

Então, questiona-se: estariam os bancos sendo lenientes e suas operações colocadas acima de qualquer suspeita?