PONDERANDO

HOLAMBRA

A lição de Brumadinho

Depois da maior tragédia ambiental do mundo, ocorrida há três anos em Mariana, MG, o país enlutado agora vem contando com a eficiência e apoio de inúmeras instituições brasileiras e uma estrangeira, todas prestando socorro no rompimento da barragem de Brumadinho, igualmente em Minas Gerais.

O drama sendo vivido por familiares e amigos dos que se foram para sempre e, ainda, das dezenas de desaparecidos, pode vir a representar o maior número de vítimas fatais em episódio envolvendo a atividade de mineração no mundo.   

Ministério Público, Secretaria de Segurança, Corpo de Bombeiros, Polícias Civil e Militar, Defesa Civil, todos de MG, Força Especial de Israel com 136 militares, Polícia Federal, Médicos, Psicólogos, Advogados, Cartorários e até mesmo Veterinários – que vem dando assistência no resgate de animais – formam uma equipe de primeiro mundo, afirmaria sem medo de errar,

A imediata ação do governo federal disponibilizando meios e recursos para agir diante de uma catástrofe como a que ora, infelizmente, presenciamos – e a pronta colaboração do Exército de Israel sem burocracia nem delongas, que serve como exemplo de solidariedade – é um marco na História deste país. Rendamos nossas homenagens, igualmente, ao Governo de Minas Gerais e suas instituições pelo eficientíssimo trabalho que vem sendo desenvolvido.

Se por um lado esta calamidade mostra ao mundo que ainda temos muito a aprender em termos de planejamento, gestão, fiscalização de obras públicas e privadas com seriedade e comprometimento, por outro revela a capacidade potencial que o país dispõe para desvencilhar-se da política reles e barata, da burocracia que a tantos interessa e da soberba do corporativismo nocivo. Que não se poupem os responsáveis!

O país dá uma demonstração de unidade entre os poderes constituídos, sem bairrismos nem perseguição a louros que somente às aves de rapina interessam. Vislumbramos, ainda que através da dor e pesar de tantos, nossa matéria prima é de qualidade faltando-nos apenas a lapidação da educação, base para reconstrução de nossa sociedade.

Deixo, aqui, meus sentimentos e pêsames às famílias que perderam seus entes queridos. E aos que procuram minimizar seu sofrimento, solidariedade e admiração.

1 Comment

  1. Gostei, Roberto. Este enfoque da matéria, que ressalta aspectos positivos da ação de órgãos públicos, nos anima a acreditar que talvez haja saída para este Pais.

Comments are closed.

© 2019 PONDERANDO

Theme by Anders NorenUp ↑