PONDERANDO

* * * Reflexão em 120 segundos * * *

Categoria: Acontecimento (Página 2 de 3)

Precisamos de um pouco mais

Precisamos de um pouco maisDifícil falar-se em comportamento, por aqui, nos dias de hoje. Regras de conduta a serem observadas nas mais variadas situações inexistem para considerável parte da população. E para sermos justos, atingem todas as classes sociais, dependendo das circunstâncias. Quando escrevo sobre temas como educação, formação de opinião, redes sociais, não raro sinto-me expondo pensamentos aos ventos e areias do deserto; às vezes, nômades passando ao largo sorriem como a dizer: “ Pois é!” (Continua…)

Ciclo existencial

Ciclo existencialUm estudante nigeriano alcançou as maiores notas em uma universidade japonesa desde 1965. Mas esse não foi o único recorde quebrado por Ufot Ekong. Em seu primeiro semestre na universidade, o estudante conseguiu resolver uma equação matemática que estava há 30 anos sem solução. Ekong estuda engenharia elétrica na Universidade de Tokai (particular e direcionada a carreiras de ciências e tecnologia), em Tóquio.

(Continua…)

60 segundos de seu tempo

60segundosEste não é um blog que tem a intenção de propor soluções para situações várias mediante análise. Pelo perfil do autor, o blog trata de assuntos sérios de natureza política, econômica e, ainda, do cotidiano, mais leves; estes, visando aliviar a carga de matérias pesadas que interferem na vida do dia-a-dia de todos nós. E pretende, apenas, oferecer a você, leitor, leitora, uma visão de como os acontecimentos são tratados.

Ressalve-se que o blog Ponderando está “no ar” desde 2008 – com matérias publicadas semanalmente, aqui e no Jornal Cidade de Holambra – sem qualquer patrocínio ou interesse econômico ou político. 

Por tudo isso, para que temas aqui abordados possam estar em consonância com seu perfil de interesse e visão da vida, o autor agradeceria sua contribuição para, quem sabe, orientar matérias futuras a serem publicadas. Não que se espere unanimidade de interesses, mas, sim, acreditar que a pluralidade poderá, eventualmente, enriquecer mais o conteúdo do que lhe é apresentado.

Permita-me sugerir-lhe fazer uso do e-mail radeathayde@ponderando.com.br

Se você já está conosco, obrigado. Se ainda não, seja bem-vindo!

Obrigado por seu tempo.

Roberto Alves de Athayde

UM CARINHOSO ABRAÇO A TODAS AS MÃES, SEM EXCEÇÃO!

Dia das Mães

Homenagem deste site ao Dia da Criança

 

Dia da criança“Se fosse ensinar a uma criança a beleza da música
não começaria com partituras, notas e pautas.
Ouviríamos juntos as melodias mais gostosas e lhe contaria
sobre os instrumentos que fazem a música.
Aí, encantada com a beleza da música, ela mesma me pediria
que lhe ensinasse o mistério daquelas bolinhas pretas escritas sobre cinco linhas.
Porque as bolinhas pretas e as cinco linhas são apenas ferramentas
para a produção da beleza musical. A experiência da beleza tem de vir antes”.

Rubem Alves

Ciclo existencial

Ciclo existencialUm estudante nigeriano alcançou as maiores notas em uma universidade japonesa desde 1965. Mas esse não foi o único recorde quebrado por Ufot Ekong. Em seu primeiro semestre na universidade, o estudante conseguiu resolver uma equação matemática que estava há 30 anos sem solução. Ekong estuda engenharia elétrica na Universidade de Tokai (particular e direcionada a carreiras de ciências e tecnologia), em Tóquio. (Continua…)

Ano VII

Ponderando está completando sete anos! 

Ano VIISemanalmente, sem interrupção, assuntos relativos à política, economia, saúde, cotidiano, vem sendo abordados sob a ótica de um observador atento às ocorrências no Brasil e no mundo. Violência, destruição, conflitos étnicos e religiosos, economias em debacle, corrupção, são temas preferenciais de todas as mídias e destaques que ofuscam o outro lado da vida. (Continua…)

Nossa casa, sua casa!

20150426_110846Os anos passam rápido, as crianças crescem, procuram seus caminhos, a casa fica grande e chega o momento de mudar de ninho.

Colocamos nossa casa, com atributos de construção sólida, conforto, espaço, tranquilidade, à disposição de quem procura, igualmente, mudança para um ninho assim.

Guardamos recordações que levaremos conosco, conscientes de que a vida em permanente transformação, física, mental, social, nos leva a trilhar novas estradas.  Ciclo natural da vida que se renova.

Contato: ponderando@jcholambra.com.br  

Pessach

Em tempos de conturbação social, política e econômica mundo afora, a semana santa que ora se inicia poderia servir de reflexão para membros da comunidade cristã – que interagem com outras religiões na busca de um caminho de sobrevivência pacífica entre todos os povos. Afinal, doutrinas pregam o bem – e perseguem a paz em suas comunidades – apesar de, em nome de seus ícones, muitas exercitarem a violência na tentativa de manter sua hegemonia.

Pessach

(Continua…)

Mãe Nossa de Todo Dia

Segundo nos revela a história, a data a ser celebrada no próximo domingo “surgiu em virtude do sofrimento de uma americana que, após perder a mãe, passou por um processo depressivo. As amigas mais próximas de Anna M. Jarvis, para livrá-la de tal sofrimento, fizeram uma homenagem para sua mãe, que havia trabalhado na guerra civil do país, os Estados Unidos da América. A festa fez tanto sucesso que, em 1914, o presidente Thomas Woodrow Wilson oficializou a data e a comemoração se difundiu pelo mundo afora”.

No Brasil, em 1932, o então presidente Getúlio Vargas oficializou, também, o segundo domingo de maio como aquele para prestar homenagens às mães. Em 1947, Dom Jaime de Barros Câmara, Cardeal-Arcebispo do Rio de Janeiro, determinou, igualmente, que essa data fizesse parte do calendário oficial da Igreja Católica.

Com o passar do tempo, a história ficou para trás. Passou a ser uma data importante para o comércio que a explora através de campanhas publicitárias intensas não permitindo que alguém fique de fora.

Uma das mais belas frases que já tive oportunidade de ler sobre mãe, que nada tem a ver com Dia em questão, é esta escrita por Rajneesh: “No momento em que uma criança nasce a mãe também nasce. Ela nunca existiu antes. A mulher existia, mas a mãe, nunca. Uma mãe é algo absolutamente novo”.

Este pensamento, profundo a meu ver, revela cristalinamente a primordial diferença entre um pai e uma mãe. As mães permanecem à frente do dos pais, durante toda a vida de seus filhos, a começar por ser a primeira a tomar conhecimento da concepção. Além de dar-lhes vida, cedendo-lhes parte da sua por nove meses, surgem como as fadas dos contos, extrapolando seu papel de serem simplesmente mulheres. Nós homens – e mesmo pais, muitos – não temos a menor noção do que significa gestar no sentido lato do termo. Somos a centelha que inicia um processo mágico de transformação, mas não mais que coadjuvantes, espectadores apaixonados, orgulhosos como espécie.

Não há como presentear nossas mães biológicas e aquelas de nossos filhos, sem nos lembrarmos daquelas que não o são. Estas merecem estar, também, no topo do pódio. Tanto umas como outras, estou certo, anseiam, mais que lembranças compradas em lojas, por lembranças diárias vindas do coração, por palavras, gestos, afagos e até mesmo simples olhares.

Aquela que lhe permitiu estar aqui e agora pode estar presente apenas na saudade. Aproveite o domingo e todo o tempo que lhes resta, durante o ano todo, para lembrar que você simplesmente respira porque alguém, algum dia, lhe concedeu o privilégio de viver.

Não há dinheiro que compre o incomprável.

« Publicações antigas Novas publicações »

© 2017 PONDERANDO

Desenvolvido por CS ProjetosRolar para cima ↑