Nossas vidas são balizadas pelo tempo e espaços ocupados. É bem verdade que Einstein provou que tempo e espaço são uma coisa só, mas não me pergunte como nem por quê. Só sei que o fator que altera tudo é a velocidade e que, como aprendi na escola, a da luz é de 300.000 km/segundo. Conhecimento para uso em vestibular.

Isto posto, nos defrontamos com o fim da linha 2009 que, a exemplo do que ocorre todos os anos, será analisada e avaliada por muita gente. Exercício mais do agrado das emissoras de TV para nos lembrar de feitos e tragédias, como em um almanaque. Abarrotada de anúncios para indução consumista.

Prefiro deixar registrado, no entanto, os momentos em que estivemos juntos ao longo do ano, silenciosos é verdade, mas gratificantes. Pelo menos para mim, que há alguns meses passei a enviar mensagens através desta coluna, expondo pontos de vista, externando meu inconformismo muitas vezes,  exercendo minha cidadania e, não raro, minha sensibilidade como ser humano.

Uma forma de me comunicar com conhecidos e desconhecidos que quando me encontram cumprimentam, esboçam um sorriso maroto, lançam um olhar de cumplicidade. Ou ainda, como ocorreu recentemente, ao cruzar com um amigo do comércio. Perguntei-lhe como estava indo a vida e a resposta veio de supetão: “Ponderando”!

Meus olhos brilharam, o músculo cardíaco bateu mais forte, um misto de surpresa e alegria me comoveu. Mais que uma resposta, tão espontânea e inesperada reação me fez fechar o ano como uma espécie de dever cumprido.

Estranho como simples palavras tocam o coração da gente fazendo-nos sentir que pertencemos, que estamos ligados por vínculos invisíveis, que não estamos sós em nossa forma de ver a vida.  Mas, afinal, vida é isto, não mais. Estamos todos conectados por fios escondidos que ao menor toque se manifestam transmitindo toda a sua energia.  Energia recebida e enviada.

Nosso calendário Juliano, criado pelo imperador romano Julio Cesar, nos lembra que o ano 2010 chegou. Se você faz votos de revisão para alguns aspectos de sua vida, que não sejam eles esquecidos antes do carnaval. Se os fez é por que são importantes. Se são importantes, não devem ser deletados, mas relembrados quem sabe, ao se olhar no espelho todas as manhãs…

Nosso ano agora é 10! Vamos atravessá-lo juntos, sem pressa, só para contrariar Einstein.

Feliz Ano Novo! Gelukkig Nieuwjaar!